Versão Beta

Cerca

Vatican News
2018.11.20 Cardeal Ferdinando Filoni em Angola Cardeal Ferdinando Filoni, em Angola 

União e fortalecimento da fé - Apelo do Card. Filoni a Angola

O Cardeal Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, que se deslocou a Angola há uma semana para o encerramento dos 50 anos da CEAST, terminou a sua visita com fortes apelos à união e ao fortalecimento da fé em Deus. Agora está em São Tomé e Principe.

Anastácio Sasembele - Luanda

Durante sete dias o Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos desenvolveu uma intensa actividade, consubstanciada, em encontros com missionários, leigos e altas figuras do Estado angolano, no âmbito do encerramento do jubileu dos 50 anos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST).

Oiça

Na homilia da missa que marcou o encerramento das festividades no domingo (18/11), na paróquia de Nossa Senhora de Fátima em Luanda, o Cardeal Filoni destacou o crescimento da igreja angolana e de São Tomé que viu aumentar nestes 50 anos o número de sacerdotes, religiosos e bispos nativos nomeados recentemente pelo Papa Francisco.  

“Procurar sempre em comunhão potenciar a pastoral juvenil garantido para essa faixa etária o seu lugar na igreja” foi uma das recomendações do enviado do Santo Padre às celebrações dos 50 anos de fundação da CEAST.

A CEAST foi criada antes da independência de Angola (1975), em 1967 e nesse período contava apenas com uma província eclesiástica, no caso Luanda, e anos mais tarde, já depois da independência, foram criadas mais duas províncias Eclesiásticas, Huambo e Lubango e nos últimos anos o Papa Bento XVI, criou, no seu pontificado, mais duas províncias Eclesiásticas Malanje e Saurimo o que, no seu todo corresponde a 5 províncias Eclesiásticas, igual número de arcebispos no activo. Quanto ao número de dioceses, são 20 dioceses o que corresponde ao igual número de Bispos diocesanos, a este número também junta-se os eméritos de Luanda, Huambo, Benguela, Mbanza Congo, Ondjiva e São Tomé, são 10.

E em nome da Igreja angolana e de São Tomé agradeceu Dom José Manuel Imbamba, porta-voz da CEAST que prometeu continuar a renovar o compromisso e a missão inequívoca em prol do evangelho e do bem do rebanho confiado.

De Luanda para a Rádio Vaticano, Anastácio Sasembele, paz e bem.

20 novembro 2018, 16:51