Versão Beta

Cerca

Vatican News
Arcebispo de Nampula (Moçambique), D. Inácio Saúre, com alguns jovens Arcebispo de Nampula (Moçambique), D. Inácio Saúre, com alguns jovens 

Sínodo. “Crescer para ser a Igreja jovem de hoje e a Igreja adulta de amanhã"

O Arcebispo de Nampula, em Moçambique, D. Inácio Saúre, em entrevista ao Vatican News, falou das expectativas à volta deste Sínodo, tanto por parte dos jovens como da própria Igreja e o mundo inteiro, reiterando que os jovens esperam uma Igreja que os acolha e os ajude a crescer para serem a Igreja jovem de hoje e a Igreja adulta de amanhã.

P. Bernardo Suate – Cidade do Vaticano

Em Moçambique, os jovens esperam que os Padres sinodais dêem respostas às perguntas apresentadas no encontro pré-sinodal e também durante o encontro deste sábado (6 de outubro) com o Papa Francisco e os Padres, perguntas sobre o seu discernimento vocacional, a procura do seu lugar na Igreja e no mundo, e que se sintam acompanhados, ajudados e acolhidos pela Igreja – sublinhou D. Inácio Saúre, numa entrevista a propósito do Sínodo a decorrer no Vaticano sobre os jovens, a fé e o discernimento vocacional.

Desafios e expectativas dos jovens

Entre os grandes desafios dos jovens, sobretudo em Moçambique, D. Inácio falou do problema do desemprego, falta de habitação e a desorientação perante a incerteza do futuro.

Ser Igreja jovem de hoje e Igreja adulta de amanhã

Assim do Sínodo os jovens de Moçambique esperam uma Igreja que os acolha, que os aceite, e que vá ao encontro deles lá onde eles se encontrem; uma Igreja que lhes dê a mão para poderem crescer e ser a Igreja jovem de hoje e a Igreja adulta de amanhã.

Igreja pronta para acolher o desafio

E a Igreja – afirma convencido o Prelado moçambicano – está pronta para acolher o desafio, a julgar pelo grande interesse, o entusiasmo e a determinação dos Padres Sinodais e, sobretudo, pelo encorajamento do Santo Padre.

Oiça aqui a reportagem e partilhe:
07 outubro 2018, 11:40