Cerca

Vatican News
Membros da Conferência Episcopal da Região do Norte de África (CERNA) Membros da Conferência Episcopal da Região do Norte de África (CERNA) 

No norte da África, bispos denunciam atropelos aos direitos dos migrantes

Reunidos em Tânger, Marrocos, de 23 a 26 de setembro de 2018, os bispos da Conferência Episcopal da Região do Norte de África (CERNA), em comunhão com o Papa Francisco, condenaram os atropelo aos direitos fundamentais dos migrantes e refugiados.

Cidade do Vaticano

Solidariedade e denúncia

A CERNA, Conferência dos Bispos da Região do Norte de África, sigla em francês, teve a sua Assembleia em Tânger, Marrocos, entre os dias 23 e 26 de setembro do ano em curso. No final da Assembleia os prelados, em comunicado, reafirmaram a sua solidariedade com os migrantes que sofrem. Esta solidariedade extende-se também na denúncia de todo o tipo de violação dos direitos dos mesmos.

““O aumento migratório em todo o mundo continua sendo uma das principais causas do sofrimento que passamos nos nossos países. A nossa solidariedade é desafiada pelos que sofrem e os que respeitam a todos os seres humanos, independentemente da sua situação”, lê-se no comunicado dos bispos.

Pluralismo religioso

Face aos novos debates que as sociedades magrebinas estão a ter em relação ao pluralismo religioso e a liberdade de consciência, os bispos convidaram aos cristãos a "aceitar o desafio espiritual do encontro inter-religioso, em todas as suas dimensões e, em particular, em seu encontro com Deus", informa ainda o comunicado.

Beatificação dos Mártires de Argélia, motivo de alegria

Os bispos do norte de África exprimiram a sua alegria pela beatificação de Dom Pierre Claverie e dos seus 18 companheiros que terá lugar no próximo 8 de dezembro na cidade costeira de Orã, na Argélia: “Esta beatificação é uma confirmação daquilo que nós procuramos viver nos nossos países”, ressaltam os bispos da região africana do Magreb.

Dom Pierre Claverie e companheiros foram mortos na Argélia entre 1994 e 1996, vítimas da guerra entre os islamitas da "Frente de Salvação Islâmica" e os soldados de Argel.

01 outubro 2018, 13:32