Cerca

Vatican News
Martinho Mateus da Silva durante a conferência mundial sobre a xenofobia Martinho Mateus da Silva durante a conferência mundial sobre a xenofobia 

Frente à migração global respeito pela dignidade humana

Em entrevista ao Vatican News, Martinho Mateus da Silva, presidente da Comunidade Moçambicana na Itália, falou da necessidade da união de todos na defesa dos direitos humanos e denúncia das injustiças.

Cidade do Vaticano

“O cristão não se pode fechar, tem que denunciar essas violações humanas; tem que pronunciar-se que é possível uma convivência humana”, declarações de Martinho Mateus da Silva ao Vatican News no final da Conferência Mundial sobre Xenofobia, Racismo e Nacionalismo Populista no contexto da Migração Global que teve lugar em Roma entre os dias 18 e 20 de Setembro.

Defender dignidade da pessoa humana

Em entrevista conduzida por Padre Bernardo Suate, Martinho disse que levava consigo boas impressões da Conferência e que a missão agora é de “defender os direitos humanos, defender a dignidade da pessoa porque os direitos humanos são inalienáveis” declarou Martinho.

Audiência com Papa Francisco, momento único

Durante os trabalhos os participantes tiveram oportunidade de serem recebidos pelo Papa Francisco e  “foi momento único, emocional. Todos sentimos um calor de estar juntos com o Santo Padre. O Papa Francisco saudou a todos, um por um”.

Vários Países de África participaram na Conferência

Martinho teve oportunidade também de interagir com participantes de diversos credos religiosos, de vários países do mundo, em destaque dos provenientes de África, nomeadamente, Quénia, Zimbabwe, Tanzânia, Lesotho, Nigéria, Ruanda, Burundi e outros.

A Conferência sobre Xenofobia, Racismo e Nacionalismo Populista foi conjuntamente organizada pelo Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral e pelo Conselho Mundial das Igrejas com a  colaboração do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

Oiça na íntegra a entrevista:

Oiça aqui a reportagem e partilhe:
26 setembro 2018, 17:53