Versão Beta

Cerca

Vatican News
Mons. Manuel Antonio dos Santos, vescovo di Sao Tome e Principe D. Manuel António dos Santos, Bispo de São Tomé e Príncipe 

D. Manuel - Há cristãos que vêem a Igreja como uma estação de serviço

O Bispo da diocese de São Tomé, diz haver na sua zona pastoral (São Tomé e Príncipe) cristãos “santomenses” que fazem da Igreja como uma mera “estação de serviço”, onde vão para baptizados, casamentos, funerais e nada mais.

Anastácio Sasembele - Luanda

O Bispo da diocese de São Tomé, diz haver na sua zona pastoral (São Tomé e Príncipe) cristãos “santomenses” que fazem da igreja como uma mera “estação de serviço”;

Dom Manuel dos Santos, argumenta que no segmento juvenil o problema é maior, “existe uma certa tendência, em que cada um procura escolher como viver a sua fé, em alguns casos fora da igreja, e transformando - a numa espécie de “super mercado”, ou seja, só precisa da igreja quando estiver a enfrentar um determinado problema;

O prelado que falava em São Tomé, a margem do encerramento da reunião dos bispos que integram a província eclesiástica de Luanda, apelou aos jovens que a fé só faz sentido quando é vivida na igreja, ou seja, fazendo parte dela, com ou sem problemas;

A diocese de São Tomé e Príncipe  (é uma diocese são-tomense, do rito latino, directamente subordinada à Santa Sé, constituída sui iure a 31 de Janeiro de 1533 pelo Papa Clemente VII por desmembramento da Arquidiocese do Funchal. Foi de facto constituída em diocese em 1534, pelo Papa Paulo III.

Actualmente a diocese abrange o território nacional de São Tomé e Príncipe. Embora o patrono da diocese seja São Tomé Apóstolo, cuja festividade é celebrada no dia 21 de Dezembro, o titular da Sé Catedral é Nossa Senhora da Graça, com comemoração obrigatória no dia 25 de Março. Dom Manuel António Mendes dos Santos é seu bispo diocesano desde 1 de Dezembro de 2006, fazendo parte da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe.

Oiça
26 julho 2018, 17:20