Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Papa Francisco com o Núncio apostólico D. Edgar Peña Parra Papa Francisco com o Núncio apostólico D. Edgar Peña Parra  (Vatican Media)

Morte de Dhlakama não pode ser morte do diálogo para paz

O Núncio Apostólico em Moçambique, Dom Edgar Peña Parra, manifestou pesar pela morte de Afonso Dhlakama e afirmou que ela não pode significar morte do diálogo político com vista à restauração de paz efectiva e duradoira no país.

Hermínio José - Maputo

A representação diplomática da Santa Sé em Moçambique, afirma ter recebido com profunda dor e consternação a noticia sobre a morte de Afonso Dhlakama, líder da Renamo, o maior partido da oposição em Moçambique, ocorrido nesta quinta-feira, 3 de Maio, em Sofala.

Em entrevista ao Vatican News em Maputo, o Núncio Apostólico em Moçambique, Dom Edgar Peña Parra, manifestou sentidas condolências aos moçambicanos, mas muito em especial à família de Afonso Dhlakama e transmite a sua solidariedade pelo sucedido.

 A Paz deve ser a prioridade para os moçambicanos

Dom Edgar Peña Parra, afirmou que Moçambique perdeu um homem que nos últimos anos estava empenhado na restauração da paz efectiva no país, cujo diálogo mantinha com o Presidente da República, Filipe Nyusi. No entanto, vinca o representante da Santa Sé em Moçambique, a paz continua e deve ser a prioridade para os moçambicanos.

Morte de Dhlakama não pode ser a morte do diálogo 

Moçambique celebra este ano, precisamente a 4 de Outubro, os 26 anos da Assinatura do Acordo Geral de Paz em Roma, de que Afonso Dhlakama foi um dos principais signatários. Entretanto, a morte de Afonso Dhlakama coincide numa altura em que já estava na fase conclusiva o processo do diálogo político com vista à restauração de uma paz efectiva e duradoira no país. Ainda assim, o Núncio Apostólico, espera que se indique alguém para que dê continuidade ao trabalho de Afonso Dhlakama, pensando numa paz efectiva em Moçambique.

De referir que a Comissão Política Nacional da Renamo (órgão máximo do partido), está reunida desde esta sexta-feira (4), na Beira, para delinear os passos sobre as exéquias de Afonso Dhlakama. Espera-se, nas próximas horas, desta Comissão Política, a indicação da data, hora e local do funeral do líder da Renamo, Afonso Dhlakama.

D. Edgar sobre morte de Dhlakama. Oiça aqui:
05 maio 2018, 15:56