Versão Beta

Cerca

Vatican News
Campanha eleitoral em Moçambique Campanha eleitoral em Moçambique  (AFP or licensors)

Comunicação Social deve ser imparcial na cobertura de eleições

A Comunicação Social deve ser imparcial e equidistante na cobertura dos processos eleitorais, afirmou Tomás Vieira Mário, presidente do Conselho Superior da Comunicação Social, quando falava esta terça-feira (17) em Maputo, na qualidade de orador, durante a palestra sobrte "Comunicação Social e os processos eleitorais", organizada pela Conferência Episcopal de Moçambique.

Hermínio José – Maputo

A Comunicação Social deve primar pela imparcialidade e equidistância na cobertura dos processos eleitorais, com vista a conferir transparência na cobertura dos pleitos eleitorais. Esta foi a posição tomada pelo presidente do Conselho Superior da Comunicação Social. Tomás Vieira Mário, falava esta terça-feira (17) em Maputo, na qualidade de orador, durante a palestra subordinada ao tema: "Comunicação Social e os processos eleitorais", evento organizado pela Comissão Episcopal de Justiça e Paz em Moçambique.

A media moçambicana continua credível

Tomás Vieira Mário, orador no II Ciclo de Conferências sobre a Doutrina Social da Igreja, disse que a media moçambicana ainda continua credível, pese embora, enfrente uma série de dificuldades relacionadas com a sua auto-sustentabilidade.

Tomás Vieira Mário, jornalista há mais de 30 anos e presidente do Conselho Superior da Comunicação Social em Moçambique, falando sobre o tema: "Comunicação Social e os Processos Eleitorais".

As pessoas devem ter o senso crítico do que ouvem

Por seu turno, o presidente da Comissão Episcopal de Justiça e Paz na Conferência Episcopal de Moçambique, Dom Luiz Lisboa, sublinhou a necessidade de o público não se deixar levar pela manipulação dos meios de comunicação social, durante o processo eleitoral. "As pessoas devem ter o senso crítico do que ouvem", acrescentou.

Entretanto, os participantes do II Ciclo de Conferências sobre a Doutrina Social da Igreja, mostram-se satisfeitos com o evento e reafirmam a necessidade de estas palestras continuarem a ser promovidas.

De referir que o II Ciclo de Conferências sobre a Doutrina Social da Igreja, iniciado no dia 3 do mês em curso, termina próxima terça-feira, 24 de Abril. O evento é organizado pela Comissão Episcopal de Justiça e Paz e decorre na capital moçambicana.

Media imparciais em processos eleitorais. Oiça aqui:
18 abril 2018, 11:15